CLIQUE E OUÇA RADIO CANAL39

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CEM ELIMINA RISCOS, ESFORÇO DE IDOSA, CIPA, MELHOR EM CASA, ACESSIBILIDADE ESQUECIDA, LIXO NO SUPERMERCADO

LOJAS CEM PINDA PROMETEM ELIMINAR RISCO de acidentes. Isso mesmo. Recentemente observei um elevador instalado naquele estabelecimento comercial. Do modo como está, é um prato cheio para a ocorrência de acidentes. Enviei email para a diretoria da empresa. O responsável regional, senhor Marcos Pereira, retornou informando que estão em andamento as providencias para eliminação dos erros e melhor sinalização do local de acesso, dentro das características da lei que trata do assunto, ao piso superior. Do modo como está hoje, uma criança pode enroscar o pé ou mão no vão do piso. Um idoso, também, pode se complicar se estiver sobre a plataforma que cobre o fosso do elevador. Não existe cerca de proteção e a botoeira de comando está à disposição dos aventureiros que costumo chamar de “iotas de plantão”. Um simples acionamento pode provocar não um, mas alguns acidentes envolvendo pessoas que freqüentam a loja.

NA MESMA LOJA PUDE OBSERVAR o esforço de uma senhorinha, dos seus 70 anos de idade, mais ou menos, ao subir os degraus da escada. (Por falta da sinalização adequada para uso do elevador).

DEVERIA FAZER PARTE DO UNIFORME dos vendedores dessa empresa, e de muitas outras do segmento, o distintivo e a motivação constante preconizados para quem faz parte da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Afinal, há obrigação legal para tanto.

MELHOR EM CASA é um programa instituído pela presidente (ou presidenta) Dilma. Maneira mais adequada para acompanhamento de pacientes. Do jeito que a coisa anda em muitos hospitais, melhor em casa mesmo! É um tal de trocarem de medicamentos, injetarem leite nas artérias e remédio em sonda, trocando as bolas... Sem contar aqueles plantonistas que fazem plantão à distancia e não comparecem ao local de trabalho.

A LEI 10.098/00, REGULAMENTADA PELO DECRETO FEDERAL 5.296/04, garante às pessoas com dificuldade de locomoção (entre elas, os idosos) acessibilidade aos meios de transporte, aos prédios públicos e privados, às ruas, calçadas e praças, por meio de rampas, portas mais largas, barras em corredores e banheiros e toda adaptação necessária para facilitar a mobilidade. Isso, automaticamente, contempla o direito de ir e vir dos cidadãos comuns. O pessoal da Fiscalização de Posturas parece não enxergar os absurdos praticados pelos bares da cidade, que continuam instalando mesas e cadeiras até mesmo sobre as rampas de acesso!

PÃO DE AÇÚCAR, supermercado loja de Pindamonhangaba, precisa cuidar mais do acesso à área de remoção de lixo. Basta solicitar à Prefeitura um reparo no leito carroçável. Do modo como está, com o piso afundado, as águas escorridas das caçambas de lixo ficam empoçadas no local, exalando mau cheiro (leia-se “fedor”). Com esse calor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário