CLIQUE E OUÇA RADIO CANAL39

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

NINGUÉM ESCAPA DELA! (Para refletir muito!)

Veio-me, à lembrança, um dos “causos” contados por um dos muitos Barbeiros da nossa infância.
Naqueles idos, papai nos levava para cortar cabelo “à americana”, estilo USArmy. Só um pouco de cabelos no topo da cabeça e o resto todinho raspado. Era uma medida econômica. Afinal, quatro garotos, aos preços atuais, custariam – no mínimo – R$ 40,00. O Abel Padeiro suava muito para nos dar sustento e conforto de família humilde, honesta. Vamos ao causo:
Dizia o Barbeiro Dito (nome em homenagem a todos quantos “mexeram com nossa cabeça”) que um chefe de estação da Central do Brasil ia contratar um guarda-linhas, aquele cidadão responsável pela sinalização de manobra dos trens e também por impedir o trânsito de pedestres e outros veículos não ferroviários por ocasião das manobras em passagens em nível sem barreiras.
Um dos candidatos era muito amigo do chefe da estação, mas não tinha qualificação para tal serviço. Preocupado em deixar de fora o amigo, o tal chefe criou um teste muito louco.
Questão única:
- Um trem, carregado de explosivos, está no leito principal da ferrovia. Outro trem, de passageiros se aproxima e não vai parar na estação. Vai passar direto, do Rio de Janeiro para São Paulo. O que você faria? 
A Rosinha pode ficar aqui, enquanto eu respondo? 
Pode sim. Até dar alguns palpites. Eu quero ajudar vocês nesta vaga...
Simplesmente eu faria a mudança da chave, desviando o outro trem para a linha secundária.
Não dá, a chave está emperrada e o pessoal não fez a manutenção.
Então acenaria com a bandeirinha, lá bem longe ainda, para o outro trem parar.
Não dá para usar bandeirinha. É noite.
Fácil! Acendo a luz de alerta, ela vai ficar piscando!
Estamos sem a luz de alerta. Queimou e não trocaram...
Pego o lampião de reserva e me arrisco, ficando em cima dos trilhos, acenando para o maquinista...
Impossível! O outro funcionário quebrou o lampião!
Dou um jeito de avisar o pessoal do trem...
Não dá, querido amigo. Ainda não inventaram celular, whatsapp, facebook, tweeter, instagram, essas coisas capazes de roubarem o raciocínio de muita gente...
Um minuto, acho que a Rosinha tem a ferramenta certa.
O chefe amigo dá um tempinho para o amigo candidato à vaga.
Menos de um minuto depois, o amigo do chefe dá a resposta:
- Olha, a gente agradece seu esforço, mas a Rosinha tem razão. Vamos usar a ferramenta dela, correr lá para os lados do topo do morro e ficar lá.
Ué, não entendi, amigo!
 - É que se a gente não for, e você também, vamos estar ferrados. Vai acontecer a maior explosão que Pinda já viu...
 - E quem disse isso?
A Rosinha, com a ferramenta dela.
Qual ferramenta?
Acho que você não conhece, já que nem tem namorada. É a Intuição Feminina. Ninguém escapa dela.
(Cara de paisagem).
Vem com a gente ou vai virar chuva de pedacinhos? “Fumus”!!!!!!!!!!!

Uma homenagem à minha mulher e parceira, dona de senhora Intuição: Edna Maischberger. 


(Texto: Marcos Ivan de Carvalho, publicitário e jornalista independente, Mtb 36001)

Um comentário:

  1. A Intuição feminina é a sutil robustez presente nas grandes Mulheres, excepcional vantagem sobre os homens.
    J.Carlos

    ResponderExcluir