CLIQUE E OUÇA RADIO CANAL39

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Primavera e eleições no mês das crianças

A política municipal, na corrida pelos cargos eletivos deste ano, tem nos dado alguns exemplos de  coisas divertidas, outras um tanto muito sérias.

Um dos candidatos a prefeito em Campos do Jordão promete tirar a sede do Executivo municipal do topo do Morro do Elefante e instalar, lá, uma pista de esqui.

Já vi esse filme antes, ou melhor, parte desse filme. Houve, até, cadastramento de candidatos a emprego em Pindamonhangaba. Promessa de um certo diretor da prefeitura. O sonho de um bom emprego derreteu-se na neve do nada feito...

Uma coisa séria: tem candidato gastando rios de dinheiro, para se promover. Fundamenta seu discurso na melhor formação de mão de obra. Aliás, só sabe dizer isso, pois segue uma cartilha nacional de treinamento profissional, o que não o habilita ser administrador municipal em Pinda.

Na contramão da história, um candidato com verba mínima tem conquistado grande fatia de admiradores, pelo seu modo direto de tratar os assuntos de seu plano de governo. Aliás, tem mesmo que ser direto, pois seu tempo é, também, incrivelmente mínimo no rádio e na tevê.

Em Campos do Jordão, num debate ao qual assisti, um dos candidatos foi indagado se teria condições de administrar uma cidade já que era nordestino e a cidade dispunha de outros filhos naturais.

O candidato questionado teceu elogios rasgados ao petista que chegou a presidente da república, gastou seu tempo de resposta e promoveu o candidato do PT, visto que seu partido era outro...

Os especuladores políticos estão a pleno vapor, disseminando tititis por aí, tentando manipular a opinião pública em benefício deste ou daquele candidato. Acontece que o povão já está muito mais esclarecido do que há quatro anos.

Isso é fácil de se notar quando dedicamos um pouco mais de atenção nas entrelinhas dos comentários que pululam por aí, nas redes sociais, nas conversas de beira de balcão no Pirpoul, no Chacrinha, nas mesas do Chopão e do Gramado. Também no Pit Stop do Arizinho Galvão.

Uma central de informações, recentemente desativada, mexe com a saudade particular dos especialistas em qualquer assunto. Trata-se da Casa Rabello, trazida ao chão pelas mãos de exímios demolidores...

Interessante é podermos notar como brotam do chão os que buscam votos e mais votos trazendo, na ponta da língua, todas as soluções pela falta das quais padecem as cidades.

Tanto os prefeituráveis como os candidatos a ocupar uma cadeira da edilidade são capazes, até 07 de outubro, das mais espetaculares mega façanhas para "salvação da lavoura". Depois, como numa bem desenvolvida programação cibernética, deletam até as vírgulas dos discursos e a memória RAM deles é omissa qualquer tipo de resposta.

Como as eleições acontecem no mês das crianças, esperemos que os candidatos entendam a necessidade de melhor respeitarem esses nossos pequenos herdeiros e lhes proporcionem momentos lúdicos maravilhosos e condições excelentes de ganharem a vida adulta como mais qualidade, respeito e dignidade.

Mesmo porque, em se tratando de bons motivos e conceitos corretos de como promover a diversão, destaco aqui um exemplo da banda Pato Fu e aproveito para homenagear a estação das Flores.

É clicar, ver e ouvir e, depois, ficar em pé para aplaudir:


Nenhum comentário:

Postar um comentário