CLIQUE E OUÇA RADIO CANAL39

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

OKÊ, CABOCLO!


HOJE TEM FESTA NOS TERREIROS de Umbanda e Candomblé, para os tambores soarem em homenagem ao Senhor das Matas, Oxossi.

CONTA A LENDA QUE, num certo reino, o senhor do povo promoveu uma bela festa para celebrar a colheita de seu alimento mais abundante, que era o inhame. Era a Festa dos Inhames.

NINGUÉM PODERIA COMER DOS INHAMES COLHIDOS antes da realização da festa. O palácio ficou lotado de súditos, oficiais do rei, família real, escravos.

JÁ NAQUELES TEMPOS, o ciúme imperava nas mentes menos evoluídas ou maldosas. Por isso, feiticeiras não convidadas para a festa, mandaram um enorme pássaro encantado para atrapalhar as comemorações.

O REI, ENTÃO, CONVOCOU os guerreiros mais experimentados para tentar eliminar o pássaro, que – de tão enorme – ocupava com sua asa direita todo o lado esquerdo do palácio. Asa esquerda encobrindo o lado direito, cauda assoberbando-se quintal afora e a cabeça e pescoço dominando os portais do reino.

GUERREIRO DAS VINTE FLEXAS despejou todas elas, sem sucesso, contra o bicho. O mesmo acontece com os Guerreiros de quarenta e cinqüenta flechas. Os três foram presos.

CONSELHEIROS DO REI chamaram, então, o Guerreiro de uma só flecha. Este assumiu o compromisso de aniquilar o pássaro ou perder toda sua família. Sua mãe, desesperada, fez uma oferenda com o coração de outra ave. Isso distraiu o pássaro gigante e o flecheiro acertou o ponto frágil do mesmo, derrubando-o.

O REI MANDOU FAZER FESTA PARA O FLECHEIRO HERÓI, libertou os outros guerreiros, os quais ofereceram sacos de búzios, tantos quantos eram suas flechas, ao guerreiro de uma flecha só.

DESSA LENDA, ADAPTADA PARA A UMBANDA BRASILEIRA com a representação dos guerreiros índios, identifica-se Oxossi, também associado a Ossain, ministrador das ervas e plantas medicinais.

O SINCRETISMO RELIGIOSO adotou São Sebastião como figura de Oxossi, pela sua imagem seminua, amarrada a um tronco e crivado de flechas. São Sebastião é curador de doenças, assim como Oxossi, cuja flecha também busca alcançar o mais distante dos alvos, que é a esperança de cada fiel dessas manifestações religiosas.

TAMBORES E ATABAQUES soarão sob as mãos dos Ogans, em milhares de terreiros, pontuando os cantos dos filhos de fé, os quais, certamente, farão suas ofertas de frutas e orações ao Orixá Oxossi, cujas armas de aço (arco e flecha) mais o abano de folhas promoverão a fartura, o sucesso, o bom trabalho, o equilíbrio, todas as conquistas e solução de problemas para os fiéis, desde quando estes promovam seu merecimento.

OXOSSI, CABOCLO GUERREIRO, irmão mais novo de Ogum, proteja e abençoe a todos.

Okê, Caboclo!
(Ilustração: Kalt Blut, postada no site www.deviantart.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário